PUBLICIDADE:

Torre de TV é reaberta para o Público



Um dos pontos turísticos mais visitados de Brasília foi entregue após dois anos de obras e terá gestão comandada pelo Banco de Brasília, que planeja mais obras de revitalização de equipamentos turísticos do Distrito Federal


Reinaugurada na última quarta-feira (30/09), a Torre de TV consolida uma parceria entre a Secretaria de Turismo do Distrito Federal (Setur-DF) e o Banco de Brasília (BRB) em prol do resgate dos equipamentos culturais e de turismo do Distrito Federal.


A gestão da Torre de TV foi repassada ao BRB em outubro de 2019, por meio de um acordo de cooperação técnica que terá duração de 20 anos. O acordo foi assinado entre Setur-DF, Secretaria de Projetos Especiais (Sepe) e a Novacap.


O governador Ibaneis Rocha destacou, durante a entrega da obra, que a parceria teve início ainda no ano de 2019, com o intuito de resgatar o espírito da capital. "Abrimos uma nova era em Brasília. Ano passado já tivemos a reforma da Casa de Chá, em parceria com o BRB, e agora devolvemos a Torre de TV à população com este espírito de resgatar o que Brasília significa de fato", disse. Ao todo, a Novacap investiu mais de R$ 16,5 milhões na reforma.


O presidente do BRB, Paulo Henrique Costa, destacou o bom relacionamento entre o banco e a Setur-DF, que deve render novas obras nos próximos meses. O banco trabalha atualmente no projeto para revitalizar o Teatro Nacional Cláudio Santoro. "Um banco público vai além das ações de um banco tradicional, que exigem apenas resultados. Está entrega é um ato de amor a Brasília", afirmou.


Segundo a secretária de Turismo, Vanessa Mendonça, a revitalização do espaço é uma das maiores conquistas da capital federal nos últimos anos. “A Torre de TV é um cartão postal de Brasília e recebia mais de 34 mil pessoas por mês, mesmo em condições adversas de abandono. As obras não serão apenas a revitalização do espaço e do mezanino, mas a criação do Corredor Cultural do Banco de Brasília, com um boulevard que se estenderá até a rodoviária. Em poucos meses à frente do espaço, o BRB e os órgãos do GDF tiraram o cartão-postal do abandono e do esquecimento", afirmou.


A parceria entre BRB e Setur-DF não fica restrita às obras de valorização dos equipamentos turísticos e culturais de Brasília. Durante a pandemia, a pasta intermediou diversas sessões de diálogo entre o setor de eventos e turismo e a instituição e buscou a reinserção do banco no Fungetur, do Ministério do Turismo. "O banco foi um parceiro de primeira hora na missão de mitigar os efeitos da pandemia no nosso setor. A retomada das atividades será possível para várias empresas por conta da parceria oferecida pelo BRB", lembrou Vanessa Mendonça.


Empresários e profissionais autônomos do setor de eventos também passaram a ter acesso a linhas de crédito diferenciadas no BRB durante a pandemia, com diferentes modelos de empréstimos e financiamentos. A partir do diálogo com a Setur-DF e empresários e profissionais do setor, o BRB passou a oferecer as linhas Acreditar, de microcrédito, Progiro, para financiar capital de giro para as empresas durante a paralisação, e o BRB Investimento, de fomento às atividades comerciais.


Os artesãos do Distrito Federal também foram agraciados com uma linha de crédito de apoio específica para o setor durante a pandemia. “São mais de 12 mil artesãos cadastrados junto à Secretaria de Turismo, que formam um segmento importante do ponto de vista da preservação do patrimônio imaterial e que vai além, gerando emprego, renda e que movimentou quase R$ 900 mil em 2019. O apoio do BRB foi crucial para a sobrevivência destas pessoas e de suas atividades”, afirma a secretária Vanessa Mendonça.

PUBLICIDADE:

PUBLICIDADE:

20200603_anuncio_GDF.png
Caminito_300x300.jpg

Receba nossa newsletter

Jornal Nosso Bairro é um jornal da Editora Nosso Bairro

Siga o JNB:

  • Instagram JNB
  • Facebook JNB
  • Youtube JNB

Endereço

SCS, Quadra 7, Bloco A, 100

Edifício Torre Pátio Brasil

12º andar - Sala 1221

CEP 70307-902

Email:

Telefone: