PUBLICIDADE:

Reabertura de atividades estão condicionadas a diminuição do número de casos, afirma GDF



O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, se reuniu nesta segunda-feira (1º) com secretários do governo e representantes de entidades ligadas ao setor produtivo para tratar de soluções no enfrentamento ao coronavírus (Covid-19). O chefe do Executivo local afirmou que com a diminuição da taxa de transmissibilidade da doença será possível flexibilizar a abertura de atividades, como escolas e academias.


O DF enfrenta um aumento de casos da doença, o que provocou a adoção de medidas restritivas, como o fechamento de parte do comércio e demais atividades por um período de 15 dias. A intenção do governo é não ultrapassar este prazo e até flexibilizá-lo para parte das atividades caso o índice de transmissão no DF sofra uma queda.


Parte da solução para a retomada segura e responsável das atividades econômicas foi anunciada pelo governador Ibaneis Rocha na reunião: a abertura de 130 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) ainda nesta semana.


Ibaneis complementou que outros 200 leitos serão disponibilizados junto ao Ministério da Saúde nos próximos dias. O GDF também negocia a contratação junto à rede privada para a abertura de 150 a 200 leitos.


Atualmente, cerca de 8.575 pessoas estão passando pela doença em todo o DF. De acordo com o último boletim divulgado no Portal Transparência Covid-19, foram registrados 1079 casos nas últimas 24 horas, além do registro de mais 7 óbitos causados pela doença.

PUBLICIDADE:

anuncio_la_salle_vertical_retangle.jpg

PUBLICIDADE:

20200603_anuncio_GDF.png
Caminito_300x300.jpg