PUBLICIDADE:

Parque Tecnológico de Brasília - BioTIC

O Jornal Nosso Bairro entrevistou Mário Henrique Lima, assessor da Presidência da Federação das Indústrias de Brasília (Fibra) e representa a entidade no Comitê Gestor do BioTIC. Em uma rápida conversa, Mário falou sobre o projeto de forma geral e sobre a perspectiva de geração de mais de 25 mil postos de trabalho na Saída Norte do DF.



JNB - Por que o nome BioTIC?

MHL - Entendemos que o mundo Bio vem sendo cada vez mais importante também no cenário tecnológico. Diante disso, não poderíamos criar apenas um Parque tecnológico, tínhamos que pensar um lugar que fizesse a ponte entre o mundo Bio e o mundo Digital que está aí. Ou seja, a última revolução que ocorreu no mundo foi a das comunicações digitais e a nossa será a revolução Bio, com o avanço das biotecnologias, nanotecnologias, etc.

Como funcionará as parcerias no parque?

O BioTIC é baseado em um modelo de mercado imobiliário. Teremos um fundo de participações onde a subsidiária criada para o projeto, a BioTIC S/A, aporta partes do terreno como investimento faz chamadas de capital. Com base nesse fundo, serão desenvolvidos os projetos e construídos os edifícios do parque. Inclusive, já temos uma grande empresa farmacêutica interessada em instalar um centro de inovação no parque, onde construiremos o prédio, e o papel deles será apenas o de firmar o contrato e pagar pelo aluguel do edifício.

O que Brasília oferece para que essas empresas venham para cá?

Brasília é um ótimo local para a instalação do parque. Geograficamente, a cidade foi criada para conectar todo o Brasil. Estamos na sede do poder público. Então, se você tem uma empresa que depende de relações com o governo ou com instituições públicas, estar em Brasília é muito estratégico. Nossa capital também tem a maior concentração de mestres e doutores do país, fato que, do ponto de vista da mão de obra qualificada, a torna imbatível. Além, é claro, da qualidade de vida que a cidade proporciona.

Qual é a base de cálculo para a estimativa de geração de 25 mil empregos no BioTIC?

Essa estimativa vem do primeiro estudo feito sobre a criação de um polo de inovação tecnológica no DF. O que a gente pretende com o BioTIC é que não sejam apenas empregos, e sim empregos de qualidade, que gerem empreendimentos. O objetivo do BioTIC é gerar empresas, pois essa é a nova lógica para os dias atuais. E assim, essas empresas gerariam empregos, direta e indiretamente. O que a gente acredita é que este será um projeto que vai trazer para o DF nos próximos anos algo em torno de R$ 10 milhões em investimentos.

PUBLICIDADE:

PUBLICIDADE:

20200603_anuncio_GDF.png
Caminito_300x300.jpg

Receba nossa newsletter

Jornal Nosso Bairro é um jornal da Editora Nosso Bairro

Siga o JNB:

  • Instagram JNB
  • Facebook JNB
  • Youtube JNB

Endereço

SCS, Quadra 7, Bloco A, 100

Edifício Torre Pátio Brasil

12º andar - Sala 1221

CEP 70307-902

Email:

Telefone: