PUBLICIDADE:

O drama das águas pluviais no Distrito Federal

A tão esperada época de chuvas chegou para apaziguar os efeitos da dura seca que sofria o Distrito Federal, porém, junto com ela, chegaram outros problemas. Em 2019, os fortes ventos, raios e o volume das chuvas causaram sérios danos que atingiram todas as regiões da capital.

Na Saída Norte, algumas regiões registraram várias ocorrências de alagamentos. Um grande exemplo a ser citado é a avenida São Francisco, principal via do Grande Colorado, que, além de não possuir uma infraestrutura de drenagem pluvial adequada, ainda possui uma grande inclinação que faz com que toda a água da chuva escoe para a DF- 150, formando uma espécie de piscina na pista. Nesse caso, a drenagem pluvial da via está condicionada à regularização fundiária dos condomínios da região, que se encontra em andamento, sem previsão para a sua conclusão.

Para a química de alimentos Ana Paula Moraes que mora em Sobradinho 2, a situação não é diferente. Ela destaca que é preciso que os investimentos na drenagem do volume de água sejam feitos com urgência. “Nós sofremos com isso todos os anos, mas cada dia parece estar pior. Tem que ter investimento nisso, pois quando chove, Brasília para, tudo alaga, nada funciona, se torna até perigoso. Está mais que claro que é hora de pensar em formas de resolver esse problema”, opinou.

Todo o DF sofre com os efeitos do volume da água das chuvas. As novas obras realizadas na capital nos últimos anos, como o Estádio Mané Garrincha por exemplo, modificaram o comportamento das águas pluviais que causam grandes alagamentos em diversos pontos de Brasília, trazendo transtornos para o dia a dia de quem passa por esses pontos.

Contudo, o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) indica que alguns outros cuidados também devem ser tomados pela população em relação aos temporais. Em caso de rajadas de vento, não deve se procurar abrigo debaixo de árvores, pois há grande risco de queda e raios, situações noticiadas comumente no DF. Outra orientação é não estacionar veículos próximos a torres de transmissão ou placas de propaganda, além de evitar usar aparelhos eletrônicos que estejam ligados à tomada.

Como forma de alertar a população, a Defesa Civil e o Inmet criaram um sistema para emitir alertas para, por exemplo, a possibilidade de chuvas intensas com raios e trovões. Caso possua dúvidas ou precise de ajuda, entre em contato com a Defesa Civil (199) ou o Corpo de Bombeiros (193).

PUBLICIDADE:

PUBLICIDADE:

20200603_anuncio_GDF.png
Caminito_300x300.jpg

Receba nossa newsletter

Jornal Nosso Bairro é um jornal da Editora Nosso Bairro

Siga o JNB:

  • Instagram JNB
  • Facebook JNB
  • Youtube JNB

Endereço

SCS, Quadra 7, Bloco A, 100

Edifício Torre Pátio Brasil

12º andar - Sala 1221

CEP 70307-902

Email:

Telefone: