PUBLICIDADE:

Narrando o passado, construindo o amanhã




O ato de saber narrar é essencial para que as histórias sejam bem contadas. Cabe ao narrador ouvir, sentir, entender e sintetizar tudo aquilo que lhe é necessário para relatar algo à alguém. Sobre esses ensinamentos, os alunos da Universidade de Brasília (UnB), pela disciplina de Comunicação Comunitária, tiveram a sua primeira experiência com a Fercal, no último mês de março. A ação faz parte do projeto 14xFercal, uma parceria entre UnB, jornal Nosso Bairro e articulação territorial da Fercal.


Reunidos no Centro Comunitário do Engenho Velho, umas das localidades que compõem a Região Administrativa da Fercal (são 14 ao total), os estudantes tiveram contato com moradores antigos da região. A atividade consistia em ouvir as histórias de vida dos moradores e seus laços com a comunidade, para assim sintetizar os relatos através de quatro maneiras de passar uma mensagem: discurso, som, gestos e desenhos.


Dona Nildinha, de 74 anos, é uma das moradoras antigas da comunidade, considerada uma liderança local pelo seu histórico de lutas por direitos. Vivendo em Fercal há 47 anos, Dona Nildinha acredita que só através da mobilização que as conquistas sociais são alcançadas. “É muito importante estarmos sempre nos mobilizando para conseguir os nossos direitos. Se ficarmos apenas esperando, ninguém fará por nós”, conta.


Entre uma das ações de mobilização relembrada pela moradora, Nildinha contou um pouco sobre os protestos durante o governo de Joaquim Roriz para conseguir que a comunidade tivesse asfalto. “Fomos para a via colocar fogo em pneus, chamando a atenção do governo para o nosso problema. Em pouco tempo o asfalto chegou”, afirmou a liderança.


Os estudantes contaram em minutos uma história de Décadas. Desde o povoamento da região, até a chegada das fábricas de cimento, relembrando as lutas sociais dos moradores por coisas básicas, como asfaltamento, saúde e mobilidade. Proporcionaram a todos que ouviam e assistiam uma viagem não somente no tempo, mas também sobre o lugar, com sons e gestos que significavam a relação dos moradores locais com a natureza e o seu contraste com o crescimento urbano.


O Professor Jairo Faria, à frente da disciplina de Comunicação Comunitária, afirmou que “as atividades realizadas nas saídas de campo permitem uma troca de experiências entres estudantes universitários e moradores das localidades que visitamos. Essa troca é muito importante para a formação dos e estudantes, já que permite desconstruir conceitos e técnicas que muitas vezes têm o objetivo de atender aos interesses do mercado, sem levar em conta valores cultivados em comunidade”, destacou o professor.


A articuladora social e uma das idealizadoras do projeto, Priscila do Carmo, demonstrou empolgação com a primeira atividade. “É muito importante a presença dos estudantes aqui, atuando junto com a comunidade. A comunicação é algo que considero muito importante para conseguirmos gerar engajamento social e trazer uma série de benefícios para nossas comunidades”, destacou a articuladora.


Os encontros acontecem sempre às terças-feiras, a partir das 15h.

#Fercal #14xFercal #açãocomunitária #UnB #MAISNOTÍCIAS

PUBLICIDADE:

PUBLICIDADE:

Caminito_300x300.jpg

Receba nossa newsletter

Jornal Nosso Bairro é um jornal da Editora Nosso Bairro

Siga o JNB:

  • Instagram JNB
  • Facebook JNB
  • Youtube JNB

Endereço

SCS, Quadra 7, Bloco A, 100

Edifício Torre Pátio Brasil

12º andar - Sala 1221

CEP 70307-902

Email:

Telefone: