PUBLICIDADE:

João Cardozo, Morador da Saída Norte eleito deputado distrital


Morador da Saída Norte há mais de 20 anos, João foi eleito pela primeira vez como parlamentar e conversou com o JNB sobre suas prioridades nos próximos quatro anos e o que esperar para a região norte na Câmara Legislativa do Distrito Federal.

JNB - Quem é João Cardozo?

JC - Eu sou morador da região norte há mais de 20 anos. Moro no condomínio Vivendas Rural Alvorada durante todo esse tempo. Tenho oito filhos, sou auditor fiscal e professor da Secretaria de Educação. Eu sempre ocupei cargos técnicos do governo durante minha carreira enquanto auditor e professor. Mas, senti a necessidade de me candidatar para poder contribuir ainda mais para a minha comunidade e para o Distrito Federal. Em 2014 tive minha primeira candidatura. Nesse ano, eu me apresentei de novo como candidato, sendo eleito para uma cadeira na CLDF.

Você já participou das reuniões de transição de governo. Como será a sua relação com o novo governador?

Eu aguardava essa reunião há um bom tempo, pois estava ansioso e pensei que ela poderia não acontecer. Para que o governo comece com o pé direito, ele precisa estar em comunhão com os parlamentares e com a população. A reunião aconteceu recentemente, e o governador Ibaneis salientou que a demora se deu por conta do alto número de assuntos que a transição está tratando, mas que a conversa com os parlamentares é um ponto crucial para uma boa governabilidade. Ele se desculpou, mostrando sua humildade e seu bom senso.

Como deputado, de que forma você vai trabalhar para trazer mais desenvolvimento para a região norte do DF?

Historicamente, a Saída Sul do DF sempre foi mais beneficiada. Nós, da Saída Norte, sabemos bem disso. Uma das coisas que mais nos aflige, e que vou atuar arduamente, é na melhoria da mobilidade em nossa região. Estamos com uma obra em andamento na BR-020 que quando for inaugurada vai trazer melhorias significativas. Mas, existem outros pontos da nossa localidade que devem ser resolvidos para que o tema da mobilidade deixe de ser uma dor de cabeça para os moradores dos diversos condomínios ali instalados. Eu comentei com o governador que é urgente a construção de um viaduto na entrada superior de Sobradinho. Nós temos uma dificuldade muito grande naquele ponto. São as pessoas dos condomínios que vão para Sobradinho, ao mesmo tempo em que as pessoas de Planaltina se dirigem para o Plano e outras localidades. Nos horários de pico, um engarrafamento quilométrico se forma por conta da falta de uma solução viária para essa questão. Essa obra também contribuiria para evitar os diversos acidentes que ali acontecem.

Qual sua opinião para impulsionar a abertura de novos comércios, empreendimentos e geração de empregos na região?

Temos que incentivar este ponto. Na reunião que participei com o governador Ibaneis, eu falei que o crescimento da Saída Norte precisa existir de fato. Para isso, precisamos desenvolver um estudo sobre a cobrança de imposto no Distrito Federal. Nossa tributação é muito alta, e isso desestimula o crescimento econômico, não somente na Saída Norte, mas no DF como um todo. Eu recebi uma carta, entregue pelo deputado Rodrigo Delmasso, assinada por uma série de empreendedores do DF, reclamando das altas taxações existentes atualmente. Isso está fazendo com que muitas empresas se mudem para o entorno, logo após a divisa com Goiás, porque lá a tributação é bem menor. A necessidade de um ajuste nessa tributação é essencial para trazer novamente os incentivos privados para o desenvolvimento econômico e a geração de novos postos de trabalho.

Na Saída Norte existem muitos condomínios que não estão regularizados, e por conta disso ainda sofrem com problemas comuns de infraestrutura. Qual sua opinião sobre o assunto?

O DF tem um problema particular em consideração com o resto do país. Digo isso porque quando se fez a desapropriação aqui, ela não foi feita de maneira efetiva do ponto de vista legal. Tentando reorganizar a situação fundiária no DF, a Terracap e setores privados, quando o caso, vêm provendo este processo para resolver o problema. O próximo governo também vai se debruçar em cima desse assunto para achar a solução que agrade tanto poder público, quanto aos moradores e empresas envolvidas.

Como o senhor vê a situação da segurança pública no DF hoje?

A segurança que temos hoje é um ponto exemplar. A Polícia Militar e a Polícia Civil realizam um ótimo trabalho para o bem da população local. Mas, apesar dos esforços desses agentes, não podemos esquecer do déficit de mais de 15 mil policiais militares que temos hoje. Em Sobradinho, às vezes, uma viatura é responsável por fazer a ronda em toda a cidade. Isso desestimula o policial, pois a falta de apoio o faz hesitar, temendo a própria vida. Essa demanda é um tema latente e que boa parte dos novos distritais tem alertado o novo governador para agir com prioridade.

Dentro da sua atuação como parlamentar, como você pretende agir na educação?

Por ser professor e conhecer a realidade de diversas escolas, eu pretendo aprovar uma série de emendas para o setor, visando beneficiar as escolas a curto prazo. Outro ponto que colocarei em pauta será o retorno do batalhão escolar, que dava mais segurança para os alunos e professores. Não podemos esquecer também dos servidores que compõem o setor educacional, que não se restringem apenas aos professores e diretores, mas também aos motoristas, merendeiras, guardas, zeladores e diversas outras categorias que permitem que o nosso sistema educacional funcione.

#deputadodistrital #CLDF #SaídaNorte #governo #VivendasRuralAlvorada

PUBLICIDADE:

PUBLICIDADE:

20200603_anuncio_GDF.png
Caminito_300x300.jpg

Receba nossa newsletter

Jornal Nosso Bairro é um jornal da Editora Nosso Bairro

Siga o JNB:

  • Instagram JNB
  • Facebook JNB
  • Youtube JNB

Endereço

SCS, Quadra 7, Bloco A, 100

Edifício Torre Pátio Brasil

12º andar - Sala 1221

CEP 70307-902

Email:

Telefone: