PUBLICIDADE:

Cachoeira do Bisnau: Um santuário da vida silvestre

Atualizado: há 3 dias




Um esconderijo da natureza no meio das fazendas do estado de Goiás. Assim podemos descrever a cachoeira do Bisnau. Localizada a 15 quilômetros do distrito de Bezerra, pertencente à cidade de Formosa, em Goiás, a Fazenda Bisnau, de propriedade da mesma família desde 1928, é um santuário natural que guarda sítios arqueológicos, Fauna e Flora nativa, além de belas quedas d’água, como a cachoeira do Bisnau, de mais de 130 metros de altura.


Por trás de um belo lugar preservado, há o esforço de um grande ser humano. Este é Gilberto Dutra, economista e herdeiro da Fazenda. Diferente dos demais proprietários de terras nas proximidades, seu Gil, como é conhecido, preservou a área de mais de 150 hectares, legado que se iniciou com o seu pai, José Tomé Dutra. “Meu pai sempre soube do valor que essa propriedade tinha. Ao contrário dos demais fazendeiros, ele não desmatou a floresta, muito pelo contrário, sempre lutou pela sua preservação”, conta seu Gil.


A região abriga uma série de espécies em extinção, tanto da fauna quanto da flora brasileira. “Aqui vivem hoje espécies como a onça pintada e a onça preta. Por conta da devastação promovida no restante das áreas essas espécies vieram se refugiar aqui”. Apesar do receio, seu Gil acalma nossa equipe. Segundo ele “não há o que temer, pois elas ficam nas regiões mais densas da floresta, longe das trilhas turísticas”.


A trilha para a cachoeira do Bisnau vai de simples, no início, para complicada, ao final. Para realizar o passeio, é cobrada uma taxa de R$ 20 reais. É possível chegar com o carro até o primeiro ponto de banho, na parte superior da queda. Lá, um poço de águas rasas e esverdeadas presenteia o visitante com uma temperatura agradável ao som de diversas espécies de pássaros existentes no lugar. A profundidade não ultrapassa 1,20 metro. Para quem levar crianças ao passeio, esse é o melhor ponto de parada. A partir E desse ponto, o nível de dificuldade aumenta.


Para os mais aventureiros (e equipados), é possível chegar à base da cachoeira seguindo o leito do rio até o início da queda, onde é possível fazer um rapel de uma altura superior a 100 metros, descendo ao lado da queda d'água. A vista do vale à frente é maravilhosa, onde o verde da mata e os paredões de pedra fazem do lugar um dos cenários mais incríveis do passeio.


Já o caminho pela trilha possui aproximadamente 1,5 quilômetro. Apesar da distância curta, o tempo de caminhada é de aproximadamente 45 minutos, por conta do terreno acidentado. Em alguns pontos, o visitante tem que se apoiar em cordas para descer pela trilha. O esforço é recompensado na chegada, ao se deparar com a cascata de água escorrendo pela rocha, desaguando no poço logo após a cachoeira. A mata fechada em volta traz a sensação de que voltamos no tempo, para quando as cidades ainda não existiam.

SEGUE A TRILHA


Saindo de Sobradinho, o trajeto tem 100km e duração de aproximadamente 1 hora e 15minutos. Para chegar até a fazenda onde está a cachoeira, o motorista deve seguir sempre pela BR-020, passando pela cidade de Formosa e pelo distrito de Bezerra. Passando pelo distrito, a entrada da cachoeira fica a 15km, ao lado da pamonharia Bisnau, às margens da estrada. A partir desse ponto, o trajeto é feito por dentro da propriedade, que possui sinalização por placas indicando o caminho para a sede da Fazenda, onde a trilha começa.


#expediçãojnb #natureza #saidanorte

PUBLICIDADE:

PUBLICIDADE:

Caminito_300x300.jpg

Receba nossa newsletter

Jornal Nosso Bairro é um jornal da Editora Nosso Bairro

Siga o JNB:

  • Instagram JNB
  • Facebook JNB
  • Youtube JNB

Endereço

SCS, Quadra 7, Bloco A, 100

Edifício Torre Pátio Brasil

12º andar - Sala 1221

CEP 70307-902

Email:

Telefone: