PUBLICIDADE:

‘Agosto Dourado’ colore bancos de leite e maternidades



As maternidades e bancos de leite das unidades da rede pública de saúde do Distrito Federal se encontram no clima do Agosto Dourado. Com balões, cartazes e adereços, os espaços foram decorados com a cor do movimento mundial.


“Unidades de saúde, maternidades e bancos de leite humano estão se mobilizando para essa data, e é isso que a Secretaria de Saúde deseja: que todos os profissionais estejam envolvidos tanto na divulgação quanto na orientação a cada paciente”, afirma a coordenadora de Políticas de Aleitamento Materno e dos Bancos de Leite Humano do DF, Miriam Santos.


As campanhas de divulgação e a decoração hospitalar já fazem parte da rotina anual dos servidores da Secretaria de Saúde (SES). As equipes multidisciplinares que atuam nessas unidades orientam as mulheres a amamentarem seus bebês logo após o nascimento.

Estudos evidenciam que a amamentação nas primeiras horas de vida da criança tem um efeito protetor. O primeiro leite que a mãe produz – o colostro, rico em proteínas e anticorpos –, pode ser considerado a primeira “vacina” do bebê, pois confere proteção e tem papel fundamental no desenvolvimento do sistema imunológico do recém-nascido.


O colostro tem uma cor amarelada, bem mais escura que a coloração normal do leite humano – poderia até ser chamado de “ouro líquido”, devido à importância para a saúde do bebê. Ana Carolina, assim como as equipes do HRS, sabe que o bem mais precioso é aquele que, neste momento, precisa tanto de seus cuidados e merece ser amamentado com todo amor.

PUBLICIDADE:

anuncio_la_salle_vertical_retangle.jpg
Banner Solino.png
Gif-01.gif
quadrado_quasar.png

PUBLICIDADE:

PUBLICIDADE: